PROBLEMA

Cheiro forte de cloro e irritação nos olhos e na pele podem ser causados devido cloração insuficiente, pH inadequado e/ou presença de cloraminas.

São compostos formados pela reação do cloro livre da água com o nitrogênio amoniacal (contaminantes orgânicos) provenientes do suor, urina, resíduos de protetores solares, bronzeadores, etc. Também conhecidas como cloro combinado, as cloraminas não possuem poder desinfetante nas águas de piscinas e são as verdadeiras responsáveis pelo “cheiro característico de cloro" na água. Elas são irritantes aos olhos e mucosas dos usuários e, em geral, são interpretadas pelos banhistas como excesso de cloro, o que na verdade é o contrário, pois a formação desse composto só ocorre quando há falta de residual cloro livre na água.